Autor: Guilherme Dias Araujo

Mineiro, nerd e amante de cinema desde a infância. Apesar de ter maior predileção pelo gênero fantástico, principalmente o terror, é fascinado por qualquer tipo de obra da sétima arte, de Plano 9 do Espaço Sideral até 2001 - Uma Odisseia no Espaço . Hitchcock/Truffaut é seu livro de cabeceira.

9.3
Cinema

Incluído na lista de “10 Melhores Filmes de Ficção Científica” da American Film Institute, Alien, O Oitavo Passageiro não somente é um marco dos filmes sci-fi, como também de cinema de horror; e estabeleceu novos paradigmas para as obras do cinema fantástico que são reverenciadas e seguidas até nos dias de hoje. Dois fatores foram fundamentais para o sucesso do filme: Walter Hill e Ridley Scott. O roteiro original de Dan O’Bannon (que mais tarde criaria o cult clássico A Volta dos Mortos Vivos) se chamaria Star Beast, e foi criado a partir de uma história em conjunto com Ronald…

Leia mais
8.0
Cinema

Após um primeiro trauma com o grande sistema de Hollywood, devido ao fracasso de público e crítica de O Enigma de Outro Mundo, além de outra grande decepção com o fracasso semelhante de Os Aventureiros do Bairro Proibido, John Carpenter resolveu voltar seus projetos para a esfera independente como já fazia desde seu estouro com Halloween – A Noite do Terror. Depois de lançar o apavorante (e subestimado) Príncipe das Sombras, Carpenter realizou mais um projeto com a “Alive Films”.  O resultado foi um de seus filmes mais cultuados desde então: Eles Vivem. Baseado em um conto de Ray Nelson…

Leia mais
8.0
Cinema

Após mais uma decepção com o sistema dos grandes estúdios hollywoodianos, graças ao fracasso de Os Aventureiros do Bairro Proibido, John Carpenter finalmente resolveu voltar às produtoras independentes desde seu trabalho em Fuga de Nova York. Em parceria com a Alive Films o diretor realizou duas de suas melhores obras, sendo a primeira delas esse atmosférico Príncipe das Sombras. Observando os diversos filmes de terror derivativos de Halloween – A Noite do Terror que se acumularam pelas salas de cinema durante os anos 80, Carpenter escreveu o roteiro de Príncipe das Sombras como uma resposta inovadora. O cineasta se baseou…

Leia mais
8.2
Cinema

John Carpenter estava novamente em pazes com a indústria hollywoodiana. Após o enorme sucesso de Starman – O Homem das Estrelas, o diretor se redimiu pela má recepção de O Enigma de Outro Mundo e ganhou maior liberdade para escolher roteiros que lhe interessassem. Curiosamente, na mesma época Carpenter foi convidado para dirigir tanto O Rapto do Menino Dourado quanto Os Aventureiros do Bairro Proibido, porém, se interessou mais pelo roteiro deste último. Sorte nossa! Com uma ideia original de W. D. Richter, que intencionava fazer uma espécie de western como sequência espiritual de As Aventuras de Buckaroo Banzai (que…

Leia mais
7.7
Cinema

Segundo o próprio diretor John Carpenter, Starman – O Homem das Estrelas foi o modo de ele “fazer as pazes” com Hollywood após a péssima recepção de O Enigma de Outro Mundo, que ainda o assombrava. Afinal, ambas são ficções científicas, porém, com temáticas e tons diametralmente oposto. Enquanto o longa de 1982 é um terror violento, sombrio e pessimista, o outro era uma versão “adulta” de E.T. – O Extraterrestre, com toda a mesma emoção que o filme de Steven Spielberg continha. Diferente de Christine – O Carro Assassino, que obteve uma recepção mista, Starman foi uma unanimidade positiva…

Leia mais
7.0
Cinema

Após o injusto fracasso de público e crítica que O Enigma de Outro Mundo sofreu, John Carpenter resolveu se embrenhar a um projeto de estúdio que possibilitasse uma certa segurança. Como adaptações de Stephen King estavam na moda, e eram garantiam de público, Carpenter uniu o útil ao agradável: permaneceu em seu gênero cativo, o fantástico, e trabalhou com um material de um famoso escritor. Inicialmente, Carpenter estava desenvolvendo uma versão cinematográfica de A Incendiária, quando o produtor Richard Kobritz (que já havia produzido Os Vampiros de Salem) lhe ofereceu Christine. O sucesso de King era tão grande nessa época,…

Leia mais
8.9
Cinema

O Enigma de Outro Mundo representa, simultaneamente, grande felicidade e tristeza para John Carpenter. Felicidade por estar refilmando um de seus filmes preferidos e que foi essencial para sua formação como cineasta, O Monstro do Ártico. Já tristeza, pelo filme ter sido um fracasso de público e de crítica especializada na época de seu lançamento; seu primeiro grande trauma com Hollywood. Lançado nos cinemas na mesma data que Blade Runner – O Caçador de Andróides, O Enigma de Outro Mundo compartilha com ele o mesmo destino: apesar do fracasso inicial, ambos foram envolvidos em um status cult, o que forçou…

Leia mais
7.8
Cinema

Com o sucesso comercial de todos os seus filmes anteriores, John Carpenter conseguiu seu maior orçamento até então (US$ 6 milhões) para criar uma visão distópica do futuro em seu primeiro filme de ação. Fuga de Nova York se passa no ano de 1997 (o filme foi lançado em 1981) em uma realidade onde a violência atingiu níveis alarmantes nos EUA e a ilha de Manhattan foi cercada de modo a se torna uma gigante prisão para todos os tipos de criminosos e degenerados. Quando o avião do presidente dos EUA (Donald Pleasence) é raptado e cai na ilha, os…

Leia mais
8.0
Cinema

Após uma com citação de Edgard Allan Poe exposta em uma tela negra envolta em uma melodia melancólica e misteriosa, às 23:30, em uma noite fria e sem luar, sentado à beira de uma fogueira em uma praia remota, várias crianças escutam com atenção um conto de mistério e terror de um velho “lobo do mar” até o momento das doze badaladas da meia-noite. Pronto. A partir dessa introdução John Carpenter já nos situou perfeitamente na atmosfera da fábula de terror que é A Bruma Assassina. Se em Halloween Carpenter transita entre o real e o sobrenatural de forma instigante…

Leia mais
8.8
Cinema

Nada menos que um dos mais importantes marcos do cinema de terror mundial, Halloween – A Noite do Terror ascendeu o nome de John Carpenter mundialmente. Mesmo os críticos, e público, que não conseguiram entender a paródia sci-fi de Dark Star e/ou o retrato de violência urbana de Assalto à 13ª DP, se renderam ao talento do diretor em criar uma atmosfera de terror bem construída e à aura macabra de Michael Myers. Iniciando-se com uma antológica sequência inicial de assassinato que termina com uma revelação chocante, o filme logo se ambienta na bucólica cidade de Haddonfield, durante o Halloween…

Leia mais